Contribuição para o estudo da estrutura da mina de Aljustrel (Faixa Piritosa Ibérica) com base em novos dados palinoestratigráficos do Complexo Vulcano-Sedimentar e da Fm. Mértola

João Xavier Matos

Abstract


A análise palinoestratigráfica de sedimentos do Complexo Vulcano-Sedimentar da Faixa Piritosa e da Fm. Mértola, na região da mina de Aljustrel, permite uma melhor compreensão da estrutura de Aljustrel. A Fm. Paraíso apresenta uma idade Tournaisiano superior - Viseano inferior (biozonas CM e Pu). A Fm. Gavião tem uma idade semelhante, contendo associações de miosporos da biozona CM, do Tournaisiano Superior. Propõe-se uma nova unidade sedimentar correspondente à base da Fm. Mértola, a Unidade Canal da BAI, de idade Viseano médio superior (biozona NM). Estes resultados são interpretados com base em cartografia geológica de detalhe efectuada na região mineira de Aljustrel.

Keywords


Palinoestratigrafia, Complexo Vulcano-Sedimentar, Fm. Mértola, Aljustrel, Faixa Piritosa Ibérica

Full Text: PDF

 

 

Hosted and maintained by Método Directo.