Efeitos do nevoeiro salino em argilas para cerâmica estrutural (nota preliminar)

António Carlos Galhano, Joaquim Simão

Abstract


Foram estudadas 3 amostras de argilas provenientes da zona das Caldas da rainha, no que se refere à sua resistência ao nevoeiro salino a várias temperaturas de cozimento, 950, 1100 e 1200 ºC. Foram elaborados provetes por conformação a extrusão por vácuo cozidos e submetidos a ciclos de nevoeiro salino. Logo após o 1º ciclo o material evidenciou comportamentos distintos a diferentes temperaturas, verificando-se uma maior resistência a altas temperaturas e um comportamento diferenciado para baixas temperaturas, exibindo depósitos salinos que se formam na superfície dos materiais cerâmicos (eflorescências).

Keywords


nevoeiro salino; argilas; cerâmica; eflorescências

Full Text: PDF

 

 

Hosted and maintained by Método Directo.